Semíramis, Obelisco e a Farsa do Natal

Muitos cristãos, inocentemente, aderem a práticas religiosas sem ao menos se atentarem que,
na realidade, repetem alguns dos mesmos atos e 'rituais' de culturas pagãs passadas.
A comemoração do Natal e o 'culto' à sua árvore são exemplos de como muitos conseguem
ser iludidos pela religião.
Semíramis e a farsa do Natal e sua árvore

Para falar do NATAL, é preciso voltar ao tempo de NOÉ, após o dilúvio,

quando um de seus filhos, CAM, o viu dormindo embriagado e nu. Ele começou a rir de seu pai e correu para contar aos seus outros dois irmãos, SEM e JAFÉ.

Estes, ao contrário, foram de costas e cobriram a nudez do pai. NOÉ, quando soube do acontecido, amaldiçoou seu filho CAM, para que este e seus descendentes servissem a seus outros dois filhos.
E toda a geração após ele se tornou maldita.

CAM casou-se com SEMÍRAMIS (esta é a mulher da nota de 1, 2, 5, 10, 20, 50 e 100 reais; a
mulher da Estátua da Liberdade; a mulher da balança da justiça; da Columbia Pictures, etc.)

e ambos geraram um filho, NINRODE. Ele matou seu pai CAM e casou-se com sua mãe.

Foi o fundador da Babilônia, Nínive e outras cidades pagãs. Tentou levantar a torre de BABEL,
e DEUS o impediu.

Seu tio SEM o matou, pois ele estava se opondo muito contra DEUS. SEMÍRAMIS, sua mãe e
esposa, espalhou a mentira de que ele não havia morrido, e sim que havia ido para o céu, pois
ele se dizia deus - o deus sol.

SEMÍRAMIS engravidou e dizia ser um presente dos deuses, que era a reencarnação de
NINRODE; mas, na verdade, era fruto de uma traição, pois seu marido, e filho, já estava morto.
E nasceu TAMUZ, no dia 25 de dezembro, deus sol dos egípcios, babilônicos, gregos, persas,
romanos e, hoje, das S.S. (sociedades secretas).

Ele morreu durante uma caça, provavelmente por um animal selvagem, e seu corpo ficou caído
sobre um tronco apodrecido de árvore. Sua mãe dizia que neste tronco nasceu um pinheiro, e
todos os anos, no dia 25 de dezembro, era comum as pessoas levarem um pinheiro para dentro
de casa e o enfeitarem com ouro e prata, como símbolo do renascimento de TAMUZ.

As sacerdotisas jejuaram e choraram por 40 dias e 40 noites a morte de TAMUZ ao pé do
pinheiro e, no final desse período, elas agradeciam umas às outras fazendo trocas de presentes,
os quais eram depositados aos pés desse pinheiro. Todos os anos, no dia 25 de dezembro, era comemorado o Natal (nascimento de Tamuz).

Quando os PERSAS dominaram essa região, eles levaram todas as idolatrias para a PERSIA,
inclusive os deuses TAMUZ, NINRODE E SEMÍRAMIS, que apenas mudaram de nome.
O domínio, em seguida, passou para os GREGOS, e estes fizeram a mesma coisa, mudando
apenas os nomes; eles passaram a ser ZEUS, AFRODITE E EROS.

Em seguida, os EGÍPICIOS dominaram e mudaram os nomes também, passando a se chamar OSIRIS, ISIS E HORUS.

Já nos tempos de JESUS CRISTO, o domínio era ROMANO, e ROMA mudou também os
nomes. Passaram a se chamar apenas VÊNUS E CUPIDO, caindo a figura do pai. E no Século IV,
depois de CRISTO, o imperador CONSTANTINO, para agradar aos CRISTÃOS que eram em
grande número em ROMA, decidiu oficializar o CRISTIANISMO como religião oficial de ROMA.
E para agradar ainda mais a eles, pegou os nomes mais fortes dentro do CRISTIANISMO e passou
a chamar os ídolos por nomes CRISTÃOS.

TAMUZ e SEMÍRAMIS passaram a se chamar MENINO JESUS e VIRGEM MARIA. Assim, o
Natal continuou a ser comemorado como sendo o nascimento do menino JESUS, mas, na verdade,
esse menino seria TAMUZ, o deus pagão.

Outro engano disfarçado são os obeliscos. Feitos de uma pedra em forma quadrangular e alongada,
os monumentos, preferencialmente, eram colocados na área central de amplos espaços abertos e
nos templos do deus sol, Rá. E, apesar de no antigo Egito obelisco significar ‘proteção’ ou ‘defesa’,
saiba o que realmente representa.

Obelisco

Você está olhando para a mais famosa representação pública do ato sexual no mundo. Este obelisco,
no meio da satânica Roda das Oito Etapas para a Iluminação, encontra-se na Praça de São Pedro, no Vaticano. Bastante interessante ver uma representação sexual no Vaticano, pois eles falam muito sobre sexualidade, uma prova de que o catolicismo romano é uma forma de satanismo muito profunda. Outra prova é a ‘cruz invertida’, usada pelo papa.

Concluímos que o Obelisco é um monumento feito para adorar deuses, simbolizando a bandeira de
Lúcifer e o ato sexual.
comments powered by Disqus

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente, expresse sua opinião! Ajude o blog a ficar cada vez melhor!